Começa a 19ª Campanha Nacional de Vacinação de idosos contra a gripe


Publicado em 11/04

Nesse primeiro momento serão imunizados profissionais da área da saúde e, posteriormente, os demais grupos prioritários

Inicia-se hoje a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Até o dia 26 de maio de 2017 devem ser imunizados: idosos com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes e puérperas até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, professores de escolas públicas e privadas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. No momento de receber a dose da vacina, a pessoa deve apresentar o carão ou carteira de vacinação.

 

Em Ijuí, para atender o público-alvo, a Secretaria Municipal de Saúde organizou a rede para a Campanha. A partir de hoje, a vacina está disponível nos seguintes locais: Centro Municipal de Saúde, Modelo, Jardim, Glória, Assis Brasil, Luiz Fogliatto, Meio Rural, Centro Social Urbano, Tancredo Neves, Penha, Pindorama, Thomé de Souza, Getúlio Vargas, nos horários de expediente. Mas de acordo com a coordenadora do Programa de Imunizações, enfermeira Salester Ruver, de hoje até a quinta-feira,13, serão imunizados apenas trabalhadores de saúde. Para os demais grupos prioritários, a vacinação começará efetivamente no dia 17 de abril, sendo a data de 13 de maio, escolhida para a realização do Dia de “D” de vacinação, quando há uma concentração de esforços no sentido de imunizar o maior número possível de pessoas.

Salester destaca a importância de as pessoas buscarem a imunização contra o vírus Influenza, já que ele é responsável por importantes agravos de doenças do trato respiratório. “O objetivo é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus influenza na população alvo”, explica.

Saiba mais sobre a Influenza -  comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura uma semana e com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.

Os vírus influenza são transmitidos facilmente por aerossóis produzidos por pessoas infectadas ao tossir ou espirrar. Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias. Os vírus influenza A são ainda classificados em subtipos de acordo com as proteínas de superfície, hemaglutinina (HA ou H) e neuraminidase (NA ou N). Dentre os subtipos de vírus influenza A, os subtipos A(H1N1) e A(H3N2) circulam atualmente em humanos. Alguns vírus influenza A de origem aviária também podem infectar humanos causando doença grave, como no caso do A (H7N9).

Algumas pessoas, como idosos, crianças novas, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A vacinação é a intervenção mais importante na redução do impacto da influenza.

Fonte: Portal da Saúde